skip to Main Content

Blade Runner e a renovação do pacto

Desde que a conduta dos personagens da tela se pareça com a dos homens, desde que seja humana sua ação, é inútil tê-los diante de nós em carne e osso ou ocupando um espaço bem real: enquanto tal, a realidade…

Leia mais

Abstração líquida

Limite começa oferecendo ao espectador os acordes da Gymnopédie, de Eric Satie; durante um minuto a sala escura é perpassada pelo ritmo da música, antes que a primeira imagem surja na tela. Assim inscritas no interior da música, incrustadas no…

Leia mais

O homem de costas

Ausência de psicologia, distanciamento narrativo e materialidade de gestos e corpos remetem o filme "Gente da Sicília", em cartaz em SP *, às obras de Yasujiro Ozu e Bertolt Brecht * agosto de 2000, especial para a Folha

Leia mais

Metamorfose do corpo

Tela/Pele As duas superfícies foram redimensionadas pelo surgimento das imagens técnicas do cinema e do vídeo, e a dinâmica entre elas explicita de maneira privilegiada as tensões entre corpo e tecnologia no mundo contemporâneo

Leia mais

Estamira

Não vou abordar aqui propriamente a figura de Estamira, assunto para tempo e cuidado muito maiores. Considerarei o modo como ela foi focalizada pelo filme. Apesar de algumas exceções, ainda predomina entre nós o documentário baseado na entrevista. Sem entrar…

Leia mais

O corpo no cinema

Captada  à imagem do mundo dito real, a imagem do cinema teve no seu centro o corpo humano e as ações por ele efetivadas. Deixando de lado a inteireza do corpo, tomarei como ponto de partida o modo como o…

Leia mais

As duas viagens – a propósito de os Arara

Este texto foi escrito em 1983, quando os experimentos de Andrea Tonacci com os índios já tinham sido encerrados, tendo o diretor realizado apenas dois filmes – Conversas no Maranhão e Os Arara – a partir  das muitas dezenas de horas…

Leia mais

Estamira, ou a crença no mundo

“O que é belo a ponto de chorar é o amor. E mais ainda talvez: a loucura, a única salvaguarda contra o falso e o verdadeiro, a mentira e a  verdade, a estupidez e a inteligência: fim do julgamento”. Marguerite…

Leia mais
Back To Top